download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Últimas notícias:
A+ A A-

Volume de chuvas no Ceará cai significativamente em fevereiro

Mesmo com precipitações acima da média em janeiro, os registros deste mês têm confirmado o prognóstico da Funceme de redução das ocorrências e quadra chuvosa abaixo da média histórica no Ceará. O volume de chuvas reduziu significativamente em fevereiro. Os dados são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Mesmo com precipitações acima da média em janeiro, a previsão para os próximos 15 dias no Ceará é de ocorrências esparsas e redução das chuvas.

Leia mais ...

Janeiro termina com o dobro da média histórica de chuvas no Ceará

O Ceará alcançou em janeiro o volume de chuvas de 197 milímetros — quase o dobro da média histórica para o mês (98,7 mm). O acúmulo neste janeiro foi o maior dos últimos quatro anos para o mês e o segundo maior em 12 anos. Em 2013, 2014 e 2015, as chuvas de janeiro somaram, respectivamente, 37,6 mm, 46,6 mm e 27,8 mm.

Ainda assim, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), as precipitações devem acontecer somente até a primeira quinzena de fevereiro. Para a fundação, permanece o alerta de quadra chuvosa com precipitações abaixo da média.

De acordo com Raul Fritz, meteorologista da Funceme, a redução do volume de chuvas poderá ocorrer devido à intensidade do fenômeno El Ninõ (superaquecimento das águas centrais do oceano Pacífico). Segundo ele, a previsão é de que os maiores impactos sejam entre os meses de março e maio. “Estamos satisfeitos que as chuvas de janeiro tenham chegado numa intensidade boa, aliviaram o Estado numa situação de seca. Mas a nossa preocupação é com a continuidade”, explica Fritz. A perspectiva do meteorologista é a espera pela Zona de Convergência Intertropical do Atlântico para a ocorrência de chuvas no período.

As maiores chuvas de janeiro neste ano foram registradas nos municípios de Crateús (166 mm) e Amontada (155 mm). Apesar da alta no volume pluviométrico, como a Funceme divulgou em janeiro, o Ceará tem 65% de chance de ter a quadra chuvosa abaixo da média histórica em 2016. A possibilidade de as precipitações deste ano ficarem na média considerada normal é de 25%, e a chance de o ano ser chuvoso é de apenas 10%.

Chuvas

Até o começo da tarde de ontem, foram registradas chuvas em 128 municípios do Estado, com destaque para Abaiara, Milagres, São Benedito e Morada Nova, que tiveram as maiores precipitações. Na Capital, choveu 17 mm até as 14 horas desta segunda.

197mm foi o volume de chuvas registrado em janeiro no Ceará, dobro da média histórica.

Fonte: O Povo

Leia mais ...

Presidente da Funceme diz que recarga nos açudes não é significativa

O presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Sávio Martins, viajou nesta quinta-feira (9) bem cedo até Brasília com o objetivo de captar recursos para a Fundação bancar projetos de monitoramento das secas e mudanças climáticas, junto a órgãos como Agência Nacional de Água (ANA) e Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e do Parnaíba (Codevasp).

Leia mais ...

Chuva forte apenas em Pentecoste

Apesar de continuarmos num período que já contabiliza quatro dias de poucas precipitações no Estado, o município de Pentecoste registrou 122,6 milímetros das sete horas de ontem até sete horas desta quarta-feira, conforme atualização divulgada há pouco no site da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Leia mais ...

Enquanto crise hídrica atinge vários municípios, rios e açudes de Paramoti viram atração

As chuvas das últimas 24 horas, apesar de não tão intensas, encheram diversos açudes particulares e ajudou a amenizar a situação de dificuldade hídrica em alguns locais do Estado. Em Paramoti, por exemplo, o Rio Canindé ficou cheio, atraindo a presença de curiosos às suas margens para observar o quadro, visto como promissor pela comunidade. Muito desse potencial foi desaguar no Açude Paramoti, que abastece a cidade.

Leia mais ...

Atualização de Prognótico - Funceme prevê chuvas abaixo da média até março.

A chuva faz parte do imaginário do povo nordestino, característica expressa em diversas manifestações, tanto artísticas quanto em tradições orais, que passam de pais para filhos, a exemplo da realização de previsões para saber como será a quadra chuvosa de cada ano.
Assim como a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) realiza estudos para identificar como será o comportamento da próxima quadra chuvosa, a última foi divulgada dia 18, apontando maior probabilidade de chuva abaixo da média nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2015, homens e mulheres anônimos do sertão fazem também as suas previsões.

Leia mais ...

Fortes chuvas animam os Sertões dos Inhamuns.

Crateús Chuvas fortes animam a população em toda a região. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou, ontem (18), chuvas em quase todas as cidades da região Sertão de Crateús e Inhamuns.
Segundo a Instituição (dados consolidados até as 10 horas da manhã de ontem), Tamboril marcou a maior chuva, com 80 mm. Além de Tamboril, foram registrados volumes pluviométricos expressivos nos municípios de Barro, com 74,2 mm; Assaré, com 64 mm; Monsenhor Tabosa, com 57 mm; Tauá com 60 mm; Crateús, com 56 mm; Antonina do Norte, com 55 mm; e Independência, com 30 mm.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

2017-01-19 at 11.22.40