download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Últimas notícias:
A+ A A-

Tasso (PSDB) é eleito no CE e volta ao Senado.

Quatro anos após anunciar que deixaria a vida pública, Tasso Jereissati (PSDB), 65, foi mais uma vez eleito, neste domingo (5), senador pelo Ceará.
Líder em todas as pesquisas eleitorais, ele derrotou Mauro Filho (Pros), candidato apoiado pela família Gomes, que governa o Estado, além de Raquel Dias (PSTU) e Geovana Cartaxo (PSB).

Um dos políticos mais influentes do PSDB, Tasso se destacou como um dos opositores mais ferrenhos nos dois governos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), entre 2003 e 2010.
Foi em 2010 que Tasso sofreu uma derrota histórica, após 24 anos, que fez com que ele deixasse de tentar um cargo político.
Então senador, foi vencido na disputa por um novo mandato no Congresso por José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira (PMDB), que neste ano integra sua chapa no Estado. A derrota de Tasso fez Lula ir ao Ceará, logo após a eleição, e agradecer ao povo por não reelegê-lo.
Frustrado, Tasso em seguida anunciou que iria se dedicar à família e largar a política. "Vou cuidar dos meus netos. Levar uma vida tranquila", disse, à época. Desde 2013, porém, começou a dar sinais que voltaria a concorrer.
Riqueza
Em 2014, Tasso foi o candidato ao Senado que registrou maior fortuna entre todos os candidatos ao cargo do país, com patrimônio total declarado ao TSE de R$ 389 milhões.
Antes de ser senador, foi por três vezes governador do Ceará, tendo sido eleito em 1986, em 1994 e em 1998.
No governo do Estado, foi responsável por obras importantes, como o açude Castanhão, as inaugurações do aeroporto Internacional Pinto Martins, em 1999, e do Porto do Pecém, em 2002. Ainda fez a Nova Jaguaribara, primeira cidade planejada do Ceará.
Foi também o responsável por lançar os irmãos Ciro e Cid Gomes na política. Depois, rompeu com a dupla e fez oposição durante o mandato de Cid Gomes (PROS). "Não concordo com o tipo de política que a família Ferreira Gomes está fazendo no Ceará. Não é nem sombra daqueles jovens idealistas que eu levei para a prefeitura", chegou a dizer.
Ao ser confirmado como candidato fortaleceu os ataques contra o atual governo: "Quando fui governador pela primeira vez, em 1986, fui responsável pela ruptura com o modelo dos coronéis, que eram três e se alternavam no poder. Hoje vivemos um retrocesso a esse modelo, com o agravante que é apenas uma família [Gomes] que governa como se fosse uma oligarquia e amedronta quem pensa contrário a eles".
Segundo a enquete do "Esperançômetro", com internautas do UOL, mais da metade dos eleitores apontam que o que mais esperam que melhore no Estado é a segurança pública. Na enquete "Avalie seu Estado", os cearenses também apontaram a segurança pública como os principais problemas.
Com 8,7 milhões de habitantes, o Estado tem o terceiro maior índice de homicídios do Brasil, com taxa de 44,6 mortes por 100 mil habitantes, segundo dados do Mapa da Violência 2014, do Instituto Sangari. A média nacional é de 29 mortes a cada 100 mil habitantes.
O trabalhador cearense é o que tem menor renda mensal, com R$ 1.019, ou 40% a menos do que a média nacional.
Biografia
Tasso é formado em administração de empresas pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). Iniciou a carreira política em 1986, quando se elegeu governador do Ceará.
Em 1994, voltou ao cargo por dois mandatos. Em 2002, foi eleito senador pelo Ceará. Em 2010, fez uma tentativa frustrada de voltar ao Senado. Ele é filho do ex-senador Carlos Jereissati.

Fonte: Uol

 

Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo