download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Últimas notícias:
A+ A A-

Futebol - Série C - Fortaleza - Empate e vaias.

Mesmo líder da Série C, o Fortaleza acumula três partidas consecutivas sem vitória e ainda não garantiu vaga no mata-mata.
São três jogos seguidos sem vitória na Série C do Brasileiro. O Fortaleza não saiu do 0 a 0 com o Paysandu, ontem, na Arena Castelão. Apesar de ter jogado melhor, o elenco tricolor não escapou de vaia da torcida no fim da partida.
O Leão soma 28 pontos na classificação. É líder isolado da Terceirona, que tem o Botafogo (PB) na vice-liderança com 24 pontos.

O Fortaleza ainda não está assegurado no mata-mata e só joga agora no dia 22 contra o Treze (PB), também na Arena Castelão.
Os 15 primeiros minutos de partida foram de equilíbrio em campo. O Tricolor tinha mais posse de bola, mas não conseguia finalizar. O primeiro chute a gol do Fortaleza só veio acontecer aos 23 minutos. Corrêa arriscou de longe e a bola passou por cima do travessão.
O Paysandu tinha uma postura defensiva, enquanto o Fortaleza ocupava todo o espaço de meio-campo. No entanto, Érick Flores que seria uma das opções para armar as jogadas para o ataque, não rendia no jogo.
A melhor chance de gol para o Leão aconteceu aos 40 minutos. Fernandinho chutou e a bola cruzou toda a linha do gol, raspando a trave. Robert chegou atrasado no complemento. Logo na sequência, o atacante tricolor teve outra oportunidade. Desta vez, chutou muito alto.
ALTERAÇÃO
No 2º tempo, o Fortaleza voltou mais ativo no ataque. Aos 3 minutos, Genilson aproveitou uma bola pelo alto e cabeceou forte. O goleiro Paulo Rafael fez a defesa no susto. Apesar da posse maior de bola, o Leão permanecia falhando nas finalizações.
O treinador Marcelo Chamusca então decidiu mudar. Tirou Érick Flores e colocou Edinho, que passou a semana com virose.
Aos 20 minutos, uma dividida forte de bola entre Guto e Augusto Recife resultou num princípio de confusão. O árbitro Marielson Alves decidiu pela expulsão dos dois jogadores, deixando as duas equipes com 10 em campo.
A entrada de Edinho deu mais movimentação ao setor de meia do Fortaleza. Valdison passou a dar mais apoio nas investidas de Robert, que quase marcou aos 34 minutos.
A pressão tricolor era total. Mas faltava competência para marcar. A consequência foi a manutenção do 0 a 0 e as vaias que a equipe tricolor teve de ouvir das arquibancadas após o apito final.
SÉRIE C
FORTALEZA
TÉCNICO: M. CHAMUSCA
FOR: 4-4-2
RICARDO
TIAGO CAMETÁ
GENÍLSON
ADALBERTO
FERNANDINHO (RADAR)
GUTO
CORRÊA
MARCELINHO PARAÍBA
ÉRICK FLORES (EDINHO)
WALDISON (ZULU)
ROBERT
PAYSANDU
TÉCNICO: MAZOLA JÚNIOR
PAY:  4-5-1
PAULO
RAFAEL
FERNANDO LOMBARDI
RICARDO CAPANEMA
AUGUSTO RECIFE
YAGO PIKACHU
CHARLES
FÁBIO ALVES
ZÉ ANTÔNIO
BRUNO VEIGA(RÔMULO)
DJALMA (LENINE)
AÍRTON (JÉFFERSON)
Local: Arena Castelão
Data: 14/9/2014
Horário: 19 horas
Árbitro: Marielson Alves da Silva (BA)
Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim (BA) e José Raimundo Dias da Hora (BA)
Cartões amarelos: Genilson (F), Corrêa (F), Djalma (P)
Cartões vermelhos: Guto (F), Augusto Recife (P)
Público pagante: 21.545
Não pagante: 631
Renda: R$ 408.857,00

Fonte: O Povo

Última modificação em
Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo