download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Últimas notícias:
A+ A A-

Bebida alcoólica em pequena quantidade melhora habilidades com línguas estrangeiras

Você fala inglês fluente depois de beber alguns drinques? E o espanhol, melhora após aquela cervejinha?

Se você acha que sua capacidade de falar um segundo idioma melhora depois de beber, saiba que não é só uma impressão. Um estudo conduzido por pesquisadores da University of Liverpool, Maastricht University e King’s College London mostrou que, sob efeito de álcool, fica mais fácil falar outra língua.

Apesar de afetar funções como memória e atenção, o álcool aumenta a autoconfiança e reduz a ansiedade social, o que acabaria beneficiando a fluência em uma língua não nativa. Tal conclusão foi obtida depois da análise de 50 participantes alemães, que recentemente haviam aprendido a falar, ler e escrever em holandês. Aleatoriamente, alguns pesquisados beberam uma dose baixa de álcool e outros não antes de conversar com um holandês.

Através de gravações de áudio e da análise dos nativos da Holanda, os pesquisadores identificaram que aqueles que haviam ingerido álcool tiveram avaliações melhores dos observadores, especialmente na pronúncia, em comparação com aqueles que não haviam bebido. Já na autoavaliação, os participantes que tomaram bebidas alcoólicas disseram não ter percebido nenhum efeito sob a fluência.

Ao site da University of Liverpool, Inge Kersbergen, que participou do levantamento, disse que isso reforça a crença leiga daqueles falam mais de um idioma.

— Uma dose baixa de álcool pode melhorar sua capacidade de falar uma segunda língua — afirmou.

Contudo, isso não significa que você deva encher a cara na próxima viagem internacional. Fritz Renner,da Maastricht University, alertou sobre a quantidade de bebida a ser consumida para se obter tal resultado:

— É importante destacar que os participantes do estudo consumiram pequenas doses de álcool. Altos níveis de bebida podem não ter efeitos positivos na pronúncia de uma língua estrangeira.

Outra participante da pesquisa, a especialista Jessica Werthmann, também pediu cautela quanto aos resultados:

— Um possível mecanismo pode ser a redução da ansiedade que o álcool provoca. Mas é preciso mais estudos que comprovem isso.

Na dúvida, o mais indicado é continuar estudando.

 

Fonte: gauchazh.clicrbs.com.br

Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo